Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O cantinho das princesas

Falarei um pouco de tudo, desde a minha paixão pela arte das unhas, pestanas e maquilhagem, à minha luta contra o peso meu dia-a-dia, não deixando ainda de partilhar as minhas obras primas com a ajuda da minha amiga bimby :)

O cantinho das princesas

Falarei um pouco de tudo, desde a minha paixão pela arte das unhas, pestanas e maquilhagem, à minha luta contra o peso meu dia-a-dia, não deixando ainda de partilhar as minhas obras primas com a ajuda da minha amiga bimby :)

A EVOLUÇÃO da nossa ROTINA nos ultimos anos

Lembro-me tão bem de quando era mais pequena e faltava a luz, a sensação de vazio e de  o que faço agora?! Não tenho televisão?! Habituámo-nos de tal forma ao nosso conforto que viver sem eletricidade torna-se bastante díficil...

Durante a faculdade o problema nem era bem a luz, porque mesmo faltando eletricidade desde que tivesse bateria no portátil e a minha pen da banda larga estava tudo tranquilo, entretanto a eletricidade voltava sempre.

Estas semanas tenho me deparado com outras questões. O meu portátil foi para a garantia, basicamente o meu companheiro das noites e de séries está no seu descanso deixando-me a mim sem o fiel amigo. Para mais o tablet caiu no chão (A minha gata Dora é louca por tecnologia) e partiu-se (espera-se um melhor budget na minha carteira para o conseguir arranjar ). Basicamente o que me apavora agora é viver longe da tecnologia, a esta tecnologia que consome a nossa vida mas sinceramente nem quero saber, não consigo viver sem ela!! No meio disto tudo, o meu telemóvel está a pedir também uma visita à garantia (não há duas sem trÊs ) mas este só vai quando o portátel regressar!

 

Isto tudo para fazermos uma breve análise... Quando nos queixamos de que não temos dinheiro e que vivemos mal e a crise e blá blá blá:

Antes do 25 de Abril (e vários anos depois também em algumas famílias) pobreza era não ter dinheiro comer, era "dividir uma sardinha para quatro", tantas vezes oiço a minha mãe falar de como viveu a infância (e ela só tem 45 anos) isso sim era pobreza andar com sapatos routos ou descalços em que a roupa era oferecida em 2ª. 3ª 4ª mão. Hoje em dia, a realidade é que as pessoas se acomudaram de tal forma à tecnologia que viver sem internet (para quem está realmente habituado) é uma utopia, viver sem um telemóvel é impossível, viver sem os 100 e tais canais embora só se veja 1 é díficil...

 

Afinal estaremos assim tanto em crise??

 

Mais sobre mim

foto do autor

Redes sociais

Blogs de Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D