Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O cantinho das princesas

Falarei um pouco de tudo, desde a minha paixão pela arte das unhas, pestanas e maquilhagem, à minha luta contra o peso meu dia-a-dia, não deixando ainda de partilhar as minhas obras primas com a ajuda da minha amiga bimby :)

O cantinho das princesas

Falarei um pouco de tudo, desde a minha paixão pela arte das unhas, pestanas e maquilhagem, à minha luta contra o peso meu dia-a-dia, não deixando ainda de partilhar as minhas obras primas com a ajuda da minha amiga bimby :)

Escondidos atrás de um monitor

Ultimamente sinto que anda tudo a destilar veneno na internet... 90% das noticias que leio por aqui, sejam do que for existe pelo menos um comentário infeliz. Nas redes sociais exatamente a mesma coisa, ou por vezes até pior.

É muito fácil criticar tudo e todos quando estamos escondidos atrás de um monitor, é muito fácil descarregarmos as frustrações do nosso dia-a-dia em coisas pelos quais não somos responsabilizados, e que muito menos nos trazem consequências.

Agora pergunto eu, será que colocar um comentário menos simpático, por exemplo numa página de um jovem não irá trazer consequências menos felizes? Quantas pessoas sofrem de cyberbulling (sim queridos, o que andam a fazer é bulling!) e tomam decisões menos felizes por causa desses comentários?

Vamos parar de destilar veneno, ok? Já chega, descobriram a Internet, descobriram que podem fazer o que vos apetece na Internet, mas isso não vos dá o direito de magoarem os outros por inveja, por falta de terem a vida que desejavam ou simplesmente porque são pessoas más.

 

 

A EVOLUÇÃO da nossa ROTINA nos ultimos anos

Lembro-me tão bem de quando era mais pequena e faltava a luz, a sensação de vazio e de  o que faço agora?! Não tenho televisão?! Habituámo-nos de tal forma ao nosso conforto que viver sem eletricidade torna-se bastante díficil...

Durante a faculdade o problema nem era bem a luz, porque mesmo faltando eletricidade desde que tivesse bateria no portátil e a minha pen da banda larga estava tudo tranquilo, entretanto a eletricidade voltava sempre.

Estas semanas tenho me deparado com outras questões. O meu portátil foi para a garantia, basicamente o meu companheiro das noites e de séries está no seu descanso deixando-me a mim sem o fiel amigo. Para mais o tablet caiu no chão (A minha gata Dora é louca por tecnologia) e partiu-se (espera-se um melhor budget na minha carteira para o conseguir arranjar ). Basicamente o que me apavora agora é viver longe da tecnologia, a esta tecnologia que consome a nossa vida mas sinceramente nem quero saber, não consigo viver sem ela!! No meio disto tudo, o meu telemóvel está a pedir também uma visita à garantia (não há duas sem trÊs ) mas este só vai quando o portátel regressar!

 

Isto tudo para fazermos uma breve análise... Quando nos queixamos de que não temos dinheiro e que vivemos mal e a crise e blá blá blá:

Antes do 25 de Abril (e vários anos depois também em algumas famílias) pobreza era não ter dinheiro comer, era "dividir uma sardinha para quatro", tantas vezes oiço a minha mãe falar de como viveu a infância (e ela só tem 45 anos) isso sim era pobreza andar com sapatos routos ou descalços em que a roupa era oferecida em 2ª. 3ª 4ª mão. Hoje em dia, a realidade é que as pessoas se acomudaram de tal forma à tecnologia que viver sem internet (para quem está realmente habituado) é uma utopia, viver sem um telemóvel é impossível, viver sem os 100 e tais canais embora só se veja 1 é díficil...

 

Afinal estaremos assim tanto em crise??