Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O cantinho das princesas

Falarei um pouco de tudo, desde a minha paixão pela arte das unhas, pestanas e maquilhagem, à minha luta contra o peso meu dia-a-dia, não deixando ainda de partilhar as minhas obras primas com a ajuda da minha amiga bimby :)

O cantinho das princesas

Falarei um pouco de tudo, desde a minha paixão pela arte das unhas, pestanas e maquilhagem, à minha luta contra o peso meu dia-a-dia, não deixando ainda de partilhar as minhas obras primas com a ajuda da minha amiga bimby :)

Acesso ao ensino superior - Qual deles?!

Sim, eu sei já tirei licenciatura e mestrado... Mas se fosse hoje tudo tinha sido diferente.

 

Nada melhor do que começar pelo príncipio: era eu um jovem de 18 anos, cujo sonho de sempre era ser médica: MÉDICA NÃO ENFERMEIRA, apesar de sempre ter sido uma boa aluna, a minha média não chegava. Então, como seguir enfermagem estava fora de questão, não queria de todo ser mais uma frustrada resolvi procurar outra área. 

Durante o meu 12º ano, em área de projecto, desenvolvi com os meus colegas um projecto relacionado com energias renováveis e gostei realmente daquela temática. Então, chegado o dia de concorrer coloquei 4 opções em Engenharia de Energias Renováveis, entrei assim neste curso. A verdade é que adoro a minha área, adoro engenharia, mas sendo a primeira pessoa da família a ir para a faculdade não tive uma única pessoa que me aconselha-se... Uma palavra que fosse... Enfim, terminei a licenciatura, fiz o mestrado em eficiência energética tudo ok até aqui... E depois ficamos num vazio... Terminamos tudo, sempre das melhores alunas, com os estágios a correr do melhor mas quem trabalha em energias renováveis não são os engenheiros especialistas, são os outros que foram inteligentes (ou que tiveram alguém que os aconselha-se) e escolheram as ditas engenharias mães... Basicamente, procurar trabalho para nós é quase como ter de pedinchar para verem o nosso currículo porque ao fim e ao cabo os engºs mecânicos e eletrotécnicos é que sabem, mas senhores presidentes para quê pagar o ordenado a dois, quando o engº energias renováveis sabe e tem o conhecimento na área igual (é claro que mais porque é essa a sua especialização!) aos dois engºs contratados! 

Mas pronto a questão nem é bem essa, eu é que devia ter sido inteligente e ter tirado a licenciatura em engenharia mecânica :/ pelo menos tinha sempre trabalho... Sendo ou não nas renováveis...

 

Ok, nem me posso queixar, estou quase no final do meu estágio profissional (no hospital, sim tem tudo haver com energias renováveis NOT) e provavelmente será prolongado, mas de qualquer forma sinto-me angustiada por saber que se acabar aqui, dificilmente arranjarei trabalho na minha área de formação. Aliás, dificilmente arranjarei trabalho em engenharia.

 

Conselho a quem vai ingressar no ensino superior em engenharia: não se iludam, inscrevam-se nas engenharias principios, e depois sim no fim especializem-se na que querem...

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Redes sociais

Blogs de Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D